Página gerada às 03:14h, terça-feira 12 de Dezembro

A Guerra da Beatriz, novo filme da Dili Film Works

02 de Julho de 2011, 00:18

A Dili Film Works e a FairTrade Films Austrália estão a trabalhar em conjunto para lançar " A Guerra da Beatriz" o primeiro filme a ser produzido por timorenses.  O filme conta a história de amor de Beatriz e Tomás,  decorre em Timor-Leste entre 1975 e 2002 e será filmado em tétum.

A pré-produção começou a 6 de Junho de 2011. Para dar apoio à produtora timorense, que vai co-financiar o filme, está a ser promovida uma campanha na internet para angariar US$50 000. O presidente de Timor-Leste José Ramos-Horta, já deu o seu apoio a este projecto e estão a ser reconhidos fundos também através de um Clube de Fans.

A SBS televisão que adquiriu os direitos para que o filme seja exibido na Austrália garante uma audiência significativa. 

A Guerra da Beatriz será o primeiro filme a contar a história da nação através dos olhos dos escritores, realizadores e produtores timorenses. Um contributo para a consolidação da identidade nacional.

Depois de concluído, o filme vai estrear em Díli, onde será organizada uma gala, seguindo-se uma digressão pelos distritos.


A História

A Guerra Da Beatriz é uma história de amor inspirada em factos verídicos que ocorreram em França, no século XVI. Nesta adaptação o enredo foi ajustado à realidade timorense e começa em vésperas da invasão Indonésia.

Em Setembro de 1975, Beatriz e Tomás casam-se numa pequena aldeia de montanha, no centro de Timor. Vários meses depois, após a invasão Indonésia, o casal, juntamente com centenas de outros da aldeia, foge para as montanhas. Capturados em 1979 são reinstalados na aldeia de Kraras.

Em 1983, Beatriz dá à luz um filho, mas a vida da criança é ameaçada quando soldados indonésios massacram mais de duzentas crianças e homens da aldeia, como retaliação a um ataque da resistência timorense. Tomás, marido de Beatriz, é preso e desaparece. Beatriz que não consegue encontrar o corpo do marido agarra-se à esperança de ele não ter morrido e poder um dia voltar.

Tomás regressa 16 anos depois, em 1999, após a independência de Timor Leste. Tinha fugido para as montanhas e lutado com a resistência. O filme retrata um reencontro apaixonado e comovente. Beatriz descobre um homem diferente daquele que a deixou uns anos antes. Tomás é agora mais sábio, sociável e amável. Aprendeu muito com a vida e a guerra.

No entanto, com o passar do tempo, Beatriz descobre uma verdade assustadora. Tomás afinal era um impostor, que ela confundiu como sendo o seu marido. Quem é afinal este homem? Por que razão assumiu uma nova identidade? As irmãs e família de Tomás acusam Beatriz de traição e acusam-na de ser louca. Mas ela está determinada a descobrir a verdade.

A Guerra da Beatriz é a história da paixão e da convicção de uma mulher, fiel ao homem que ama e ao país pelo qual lutou.

A Equipa

O argumento do filme é da premiada autora timorense Irim Tolentino e de Acquisto Luigi. Irim irá co-realizar o filme que é produzido por John Maynard e Zammataro Stella. Bety Reis e José da Costa, da Dili FilmWorks são co-produtores. 

O elenco contará com Irim Tolentino como Beatriz. Irim faz parte do conhecido grupo de teatro Bulak Bibi. Trabalhou no filme Balibó e já actuou em muitos teatros e produções televisivas locais. José da Costa, um dos mais experientes actores da sua geração, protagonista nos filmes Answered by Fire e Balibó, vai representar o papel de Tomás.


A FairTrade Films empenhada numa relação justa e ética de trabalho com os seus parceiros timorenses irá entregar os lucros do filme à Dili Film Works para financiar a formação e desenvolvimento de novas produções.

Fotografias da pre-produção do filme da Dili Film Works



Comentários

Critério de publicação de comentários