Página gerada às 14:16h, quinta-feira 27 de Abril

Crónica do I Raid TLA

29 de Julho de 2011, 04:00

No dia 16 de Julho de 2011, os motores dos carros ouviam-se ao longe. A agitação no parque do Palácio da Presidência não enganava: a população de Díli tinha saído à rua para assistir à partida do I Raid TLA – Nas Rotas de Timor!

De entre as quarenta e quatro equipas participantes contavam-se as mais diversas nacionalidades e profissões, numa competição animada e saudável que levou o som dos motores e a alegria da velocidade à margem sul da ilha.

As regras desta prova de regularidade eram simples: cada equipa teria de percorrer o trajecto indicado no roadbook dentro da velocidade média ideal, controlada ao fim de cada uma das seis especiais localizadas em Aileu, Same e Natarbora, no primeiro dia, e em Manatuto, Metinaro e Díli, no segundo dia da prova, havendo penalizações para quem chegasse antes e depois daquele tempo. A equipa que conseguisse cortar a meta com um tempo total mais próximo do tempo médio ideal seria a equipa vencedora.

A partida foi dada pelo Dr. Ramos Horta, Presidente da República Democrática de Timor-Leste, e os carros sairam a toda a velocidade de Díli em direcção a Natarbora. Embora a maioria das equipas fosse composta por membros inexperientes nas lides do automobilismo, muitos eram aqueles que ambicionavam cortar a meta num lugar de destaque e o espírito competitivo manteve-se ao longo de toda a prova.

No entanto, o estado das estradas e o amadorismo dos participantes obrigariam a uma condução controlada e em segurança, até porque mais do que a velocidade o factor fundamental para alcançar uma boa classificação na prova seria a boa gestão do tempo e dos quilómetros a percorrer entre as especiais.

Os obstáculos foram diversos, desde ribeiras, curvas, lama, buracos a animais, mas todos eles foram superados com sucesso e sem percalços de maior. E já em Díli, ao cortar a meta, todos os participantes desfrutaram da sensação de missão cumprida!

A classificação final foi anunciada nessa noite, num jantar oferecido pela TLA a todos os participantes. A expectativa era muita e, como seria de esperar, foi com enorme satisfação e orgulho que as equipas vencedoras subiram ao pódio para receber a merecida taça das mãos do Dr. João Gonçalves, Ministro da Economia e Desenvolvimento.

Como a organização bem assinalou, todos os participantes provaram estar a altura dos mais diversos desafios e prontos para, com confiança e dedicação, superarem os obstáculos das rotas de Timor-Leste!

Texto: Joana Custóias

Fotos: Raquel Baptista Leandro


Comentários

Critério de publicação de comentários