Página gerada às 09:24h, quarta-feira 20 de Setembro

Timor-Leste lamenta a morte de Kevin Sherlock

13 de Outubro de 2014, 16:20

O Governo e o Povo da República Democrática de Timor-Leste lamentam o falecimento de Kevin Sherlock, um australiano que dedicou vários anos da sua vida a estudar e compilar informação sobre Timor-Leste, segundo comunicado, de hoje, do Ministro e da Presidência do Conselho de Ministros Agio Pereira.

Kevin Sherlock faleceu no dia 2 de outubro de 2014, no Royal Darwin Hospital, Austrália, após doença de prolongada.

"Kevin sobreviveu ao cancro durante muitos anos e suspeito que a profunda e sincera paixão pelo seu projeto de pesquisa sobre Timor davam-lhe motivação para viver. O seu trabalho para com o povo timorense foi formalmente reconhecido em maio de 2010, quando foi condecorado oficialmente pelo Presidente Ramos-Horta, numa cerimónia no Parlamento Nacional em Díli, segundo o comunicado.

O Ministro Agio Pereira lamenta a morte de Kevin Sherlock, mas disse que este "estará sempre connosco, uma vez que deixou a sua inestimável coleção à Universidade Charles Darwin, para que os futuros académicos e as crianças de Timor-Leste sejam capazes de investigar e aprender com o nosso passado."

Nascido a 8 de março de 1934, em Adelaide, na Austrália, Kevin Sherlock mudou-se para Darwin em 1971, onde fixou residência, trabalhando numa papelaria.

Em 1974 visitou Timor-Leste pela primeira vez, em férias, e no regresso a casa deu início ao seu trabalho de pesquisa e compilação, que deu origem a um vasto arquivo que disponibilizava a quem estivesse interessado.

Reformou-se em 1999, passando a dedicar ainda mais tempo à investigação sobre Timor-Leste.

O Ministro de Estado e da Presidência do Conselho de Ministros publicou na página do governo um pequeno resume da vida de Kevin Sherlock, que poderá vizualizá-lo aqui.

@SAPO TL

Foto: Portal do governo

Comentários

Critério de publicação de comentários