Página gerada às 01:52h, sexta-feira 26 de Maio

Morreu ministro coordenador de Assuntos Sociais e da Educação

02 de Junho de 2015, 09:23

O ministro Coordenador dos Assuntos Sociais e da Educação, Fernando Lasama de Araújo, morreu hoje, aos 53 anos, no Hospital de Díli, onde estava internado em "estado crítico", disse à agência Lusa fonte hospitalar.

A mesma fonte adiantou que Lasama de Araújo morreu às 08:30 locais (00:30 de Lisboa).

O governante estava em coma, na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de Dili, segundo uma fonte do Partido Democrático, a que Lasama presidia, que explicou que o ministro sofreu domingo uma trombose com derrame cerebral e que as equipas médicas descartaram, durante a madrugada, que pudesse ser transferido para Singapura para cuidados médicos adicionais.

Ao início da manhã de hoje circularam por Díli rumores de que Lasama já teria morrido, informação desmentida por fonte da Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) em Díli.

Nos últimos dias, o ministro realizou uma visita por várias regiões de Timor-Leste, tendo mantido nos últimos meses uma agenda intensa de trabalho.

Fundador da organização jovem da resistência timorense RENETIL e candidato presidencial em 2007, Lasama de Araújo, 53 anos, foi Presidente da República interino de Timor-Leste em 2008, depois do atentado contra José Ramos-Horta.

Secretário-geral da RENETIL foi detido em 1991 em Timor-Leste, tendo cumprido seis anos e quatro meses de cadeia em Cipinang, a mesma onde estava então detido Xanana Gusmão.

Natural de Mautasi, Ainaro, testemunhou aos 12 anos o massacre de 18 familiares pelo exército indonésio, segundo a sua biografia.

Era desde fevereiro membro do VI Governo constitucional, onde ocupava os cargos de ministro de Estado, Coordenador dos Assuntos Sociais e Ministro da Educação.

@Lusa

Comentários

Critério de publicação de comentários