Página gerada às 12:49h, terça-feira 17 de Outubro

Air Timor cancela voos entre Díli e Bali por falta de apoios

04 de Janeiro de 2017, 19:24

A Air Timor anunciou hoje o cancelamento, a partir de 10 de janeiro, da ligação aérea diária entre Díli e Bali (Indonésia), devido ao que diz ser "falta de apoio" do Governo timorense, público e setor da aviação.


Em concreto, a companhia aérea timorense responsabiliza o governo por não aplicar uma regulamentação em vigor que permite excessiva capacidade na rota - onde operam ainda as indonésias Nam Air e Sriwijaya Air - o que implica deixar as "oportunidades de transporte aéreo de Timor-Leste a transportadoras" da vizinha Indonésia.

"Lamentamos profundamente informar que o Conselho de Administração da Air Timor tem que anunciar o fim dos voos para Denpasar (Bali) a partir do dia 10 de janeiro", refere um comunicado da Air Timor.

A nota, distribuída por correio eletrónico, através das redes sociais e nos pontos de venda da empresa em Díli, explica que sempre procurou manter "os padrões mais elevados de serviço e segurança na rota" que operava em parceria com a indonésia Citilink.

"Infelizmente estes padrões não foram suficientemente apoiados pelo Governo, pelo público ou pelo setor da aviação e, como consequência da falta de apoio aos nossos serviços, tivemos de tomar a dolorosa decisão de fechar imediatamente estes voos, com o último voo programado para segunda-feira, 9 de janeiro de 2017", explica o comunicado.

Além de eliminar o voo entre a capital timorense e a ilha de Bali - que operava diariamente - a Air Timor cortou uma das três ligações semanais (a de quinta-feira) que mantinha entre Díli e Singapura (com a operadora Silk Air), passando a funcionar a partir de 12 de setembro apenas duas, na terça-feira e no sábado.

"A cessação do serviço Air Timor Denpasar e a redução da rota de Singapura deve-se unicamente à significativa sobrecapacidade do setor Denpasar-Dili-Denpasar, devido ao incumprimento de uma regulamentação adequada por parte do Governo de Timor-Leste", explica o comunicado.

"Esta falha do Governo resultou na redução da rede de rotas de Timor-Leste, em despedimentos significativos na Air Timor e na passagem de quaisquer oportunidades de transporte aéreo de Timor-Leste a transportadoras indonésias", refere.

Passageiros que tenham voos marcados entre 10 e 15 de janeiro terão oportunidade de transferir os seus bilhetes para a Sriwijaya Air ou ter uma devolução do dinheiro pago "mediante as condições da Sriwijaya Air", na qual os bilhetes já foram comprados pela Air Timor.

Para voos depois de 16 de janeiro será feito o reembolso.

"A Air Timor iniciou o seu primeiro voo em 1 de agosto de 2008 e agora, após 8 anos de desenvolvimento do setor da aviação em Timor-Leste, tem de reconstruir os seus serviços para que precisa do seu apoio contínuo ao seu desenvolvimento", sublinha a Air Timor.

Não foi possível à agência Lusa contactar até ao momento qualquer responsável da empresa em Díli.

com Lusa

 


Comentários

Critério de publicação de comentários