Página gerada às 14:16h, quinta-feira 27 de Abril

Timor-Leste cria agência de inspeção alimentar em supermercados e restaurantes

19 de Abril de 2017, 18:25

Uma nova agência governamental começou esta semana, em Timor-Leste, a inspecionar as condições dos alimentos em supermercados, restaurantes e mercados locais, afirmou hoje o responsável da estrutura.


Foto@ António Casais

A Autoridade de Inspeção e Fiscalização de Atividades Económicas, Sanitárias e Alimentar (AIFAESA), formada por elementos de vários ministérios, vai conduzir inspeções de rotina e de monitorização da condição dos alimentos à venda no país.

Abilio Oliveira, responsável da AIFAESA, explicou aos jornalistas que a nova entidade une o que eram responsabilidades divididas, até aqui, por vários ministérios, procurando assim ganhar mais eficácia.

"Anteriormente, a responsabilidade deste serviço era de quarto Ministérios mas agora temos uma instituição única para evitar confusão para consumidores e vendedores", afirmou.

As equipas da AIFAESA integram elementos dos Ministérios da Saúde, Agricultura e Pescas, Comércio, Industria e Ambiente e Turismo, Arte e Cultura.

As análises dos alimentos investigados serão feitas quer em Timor-Leste, quer no estrangeiro e os resultados serão comunicados ao público.

Desde 2009 que Timor-Leste tem uma lei para reger este tipo de questões porém a falta de coordenação tornou a aplicação difícil, disse Oliveira.

A lei em questão prevê multas de até 10 mil dólares (cerca de nove mil euros) para quem venda produtos alimentares estragados e de até 15 mil dólares para quem venda produtos que tenham passado a data de validade.

Produtos nestas condições serão destruídos e, em alguns casos, analisados com maior detalhe em laboratório.

com Lusa

 


Comentários

Critério de publicação de comentários