Página gerada às 10:21h, terça-feira 23 de Maio

Basílio do Nascimento: Timor-Leste perde "figura incontornável"

19 de Maio de 2017, 18:36

O presidente da Conferência Episcopal Timorense e bispo de Baucau, Basílio do Nascimento, lamentou hoje a perda de Mário Carrascalão, considerando-o uma "figura incontornável" que colocou Timor-Leste "na passadeira internacional".


"É o desaparecimento de uma grande figura, gostasse-se ou não se gostasse, concordasse-se ou não, foi uma grande figura de Timor, durante o tempo da ocupação", afirmou à Lusa Basílio do Nascimento.

Mário Carrascalão "pôs Timor na passadeira internacional, sobretudo no momento em que Timor estava vedado ao exterior. Ele usou da sua inteligência, da sua capacidade de persuasão, para abrir Timor ao mundo e fazer com que o mundo soubesse o que se passava em Timor", considerou.

O prelado timorense destacou o papel fulcral de Mário Carrascalão na educação de muitos timorenses, incluindo atuais líderes do país e a importância dos encontros que manteve com o primeiro Presidente de Timor-Leste Xanana Gusmão, em 1993, próximo da localidade de Lariguto.

"Foi um encontro histórico e o aproximar de timorenses até então separados pelas ideologias e pelas condições. Um ato histórico dos dois, Xanana Gusmão e Mário Carrascalão", disse.

A importância de Lariguto está simbolicamente reconhecida no principal salão do edifício da Comissão Nacional de Eleições (CNE), que dá nome ao espaço, em reconhecimento do diálogo que representa.

"Mário Carrascalão é uma figura incontornável. Hoje há muito poucas vozes que são críticas da sua ação e mesmo essas poucas não deixam de lhe reconhecer o mérito", disse o bispo timorense.

Questionado sobre se Mário Carrascalão devia ser enterrado no cemitério dos Heróis em Metinaro, Basílio do Nascimento disse que a decisão cabe à família, mas que o ex-vice-primeiro-ministro "merece sem qualquer dúvida estar lá".

Mário Viegas Carrascalão morreu hoje em Díli, aos 80 anos, ao que tudo indica vítima de um ataque cardíaco que sofreu quando conduzia o seu carro pessoal no centro de Díli.

com Lusa


Comentários

Critério de publicação de comentários