Página gerada às 23:21h, domingo 19 de Novembro

Duterte diz que terrorismo ameaça a paz na Ásia

14 de Novembro de 2017, 00:46

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, afirmou ontem que o terrorismo ameaça a paz na Ásia, durante um discurso no âmbito das reuniões da Asociação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) em Manila.


Num evento com os líderes de mais de uma dezena de países da Ásia, América, Europa e Oceânia, o Presidente filipino também referiu a pirataria marítima, o tráfico de drogas e a migração como alguns dos temas a tratar nas reuniões de ontem e terça-feira.

O ‘jihadismo’ e o narcotráfico colocam em perigo “a prosperidade económica e a integridade das instituições e, o que é mais importante, a segurança da nossa gente”, sublinhou Duterte.

‘Jihadistas’ do Estado Islâmico (EI) ocuparam entre maio e outubro deste ano a cidade de Marawi, no sul das Filipinas, e esse grupo radical conta com apoiantes na Indonésia e Malásia, dois países de maioria muçulmana na ASEAN.

O Presidente filipino anunciou que durante estas reuniões da ASEAN vai assinar um acordo para a salvaguarda dos direitos dos trabalhadores imigrantes com vista a garantir a sua proteção social e acesso à justiça.

A ASEAN realiza ontem a cimeira do grupo, formado pela Birmânia, Brunei, Camboja, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Singapura, Tailândia e Vietname, e mais tarde vai organizar reuniões bilaterais com os Estados Unidos, China, Coreia do Sul e Japão, entre outros.

Lusa


Comentários

Critério de publicação de comentários