Página gerada às 03:44h, quarta-feira 25 de Abril

Regulador australiano autoriza compra participação timorense no Greater Sunrise

10 de Abril de 2019, 19:56

O regulador australiano para o investimento estrangeiro autorizou a compra por Díli de uma participação maioritária no consórcio do Greater Sunrise pela petrolífera timorense, anunciou hoje o presidente da Timor Gap.


O Foreign Investment Review Board (FIRB), "confirmou ontem [terça-feira] à tarde" a autorização, disse à Lusa Francisco Monteiro.

A operação vai ser concretizada em 16 de abril, em Singapura, acrescentou.

"O Banco Central de Timor-Leste precisa de um ou dois dias para que o dinheiro possa ser transferido para a conta da Timor Gap", afirmou o responsável da petrolífera timorense.

Uma delegação das autoridades timorenses, incluindo o representante do Governo para os Assuntos do Mar de Timor, Xanana Gusmão, viajará até Singapura para concretizar a operação.

Este "é apenas o primeiro passo. Ainda há muito caminho para andar", lembrou.

Com a concretização do negócio, acordado no ano passado com as petrolíferas, Timor-Leste vai assumir uma participação maioritária de 56,6% no consórcio do projeto, que inclui ainda a petrolífera australiana Woodside, como operadora, e a Osaka Gas.

Numa recente entrevista à Lusa, Francisco Monteiro disse que Timor-Leste quer evitar recorrer ao Fundo Petrolífero (FP) para financiar os custos de capital (CAPEX) de até 12 mil milhões de dólares norte-americanos (cerca de 11 mil milhões de euros) para o desenvolvimento do projeto do gasoduto para Timor-Leste e processamento na costa sul.

Após o início da produção, é esperado um retorno financeiro que pode alcançar os 28 mil milhões de dólares, explicou o responsável.

"A nossa estimativa conservadora é de que pelo menos 28 mil milhões [de dólares] entrarão no FP do Greater Sunrise, sem contar outros benefícios económicos, como empregos criados, por isto ocorrer em Timor-Leste", disse Monteiro.

No cenário mais conservador de lucros, as contas da Timor Gap assentam na previsão de que o Greater Sunrise tem reservas de 4,6 triliões de pés cúbicos de gás e 226 milhões de barris de petróleo, com um preço de 62,5 dólares por barril.

Lusa

 


Comentários

Critério de publicação de comentários