Página gerada às 03:23h, quarta-feira 22 de Agosto

Nova Zelândia e França juntam-se para impedir divulgação 'online' de atos terroristas

24 de Abril de 2019, 23:12

A primeira-ministra da Nova Zelândia revelou hoje que vai reunir-se em Paris no próximo mês com o Presidente francês, Emmanuel Macron, para discutir como impedir a divulgação 'online' de atos de extremismo violento e terrorismo.


Jacinda Ardern afirmou ainda que ambos vão pedir aos líderes mundiais e responsáveis de empresas de tecnologia que assinem um compromisso intitulado de "Apelo de Christchurch", assim batizado em homenagem à cidade da Nova Zelândia onde ocorreu um ataque no mês passado.

Contudo, Ardern não divulgou nenhum detalhe sobre o texto do compromisso, alegando que o conteúdo estava ainda a ser definido.

O homem acusado de assassinar 50 pessoas em duas mesquitas de Christchurch transmitiu o ataque, em direto, na rede social Facebook. O vídeo de 17 minutos foi copiado e visto amplamente na Internet, mesmo depois das empresas de tecnologia o terem removido das suas plataformas.

Lusa

 


Comentários

Critério de publicação de comentários