Página gerada às 10:41h, sexta-feira 19 de Julho

Conselho Superior de Defesa e Segurança aprovou nomeações de novos comandantes

09 de Julho de 2019, 21:00

O Conselho Superior de Defesa e Segurança, reunido sob a presidência do chefe de Estado, Francisco Guterres Lu-Olo, deu hoje o seu aval à nomeação dos novos comandantes dos componentes das Forças de Defesa de Timor-Leste.


Em comunicado, a Presidência da República explica que o encontro de hoje foi convocado “para ouvir a opinião do CSDS sobre a proposta de nomeação” dos comandantes dos componentes Terrestre, Naval, de Apoio e do Centro de Formação e Treino das Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL).

Durante a reunião o de Chefe de Estado-Maior-General das F-FDTL, major-general Lere Anan Timur, informou da proposta de nomeações apresentada pelo Governo.

Em concreto, o tenente-coronel Renilde Corte-Real da Silva foi nomeado para substituir o tenente-coronel Marcelino Ximenes ‘Rizai’ como comandante do componente terrestre e o capitão João Silva foi nomeado para substituir o capitão de Fragata Adão Brito ‘Zecky’, no comando do componente naval.

Para o comando do componente de Apoio foi nomeado o tenente Armindo Nunes dos Santos, em substituição de tenente-coronel Bendito Dias Quintas ‘Punufanu’ e para liderar o Centro de Formação e Treino, foi nomeado o tenente-coronel Cesario Ximenes Belo ‘Haksolok’, em substituição do tenente-coronel Celestino Pinto ‘Daileba’.

A Presidência recorda que o chefe de Estado tem competência para exonerar e nomear os comandantes dos componentes das F-FDTL, e que antes de tomar a sua decisão deve ouvir a opinião dos membros do CSDS.

O encontro de hoje contou com a participação, entre outros, do primeiro-ministro, Taur Matan Ruak, do ministro da Defesa e ministro interino do Interior, Filomeno Paixão, do responsável das F-FDTL, Lere Anan Timur, e do comandante da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL), o comissário Faustino da Costa.

Participaram ainda os deputados David Dias Ximenes Mandati, Adérito Hugo, Abel Pires da Silva, José Manuel Fernandes ‘Nakfilak’ e Cristina da Silva.

Lusa


Comentários

Critério de publicação de comentários