Página gerada às 12:33h, terça-feira 10 de Dezembro

Banco Mundial aposta em melhorar capital humano e infraestruturas de Timor-Leste

28 de Novembro de 2019, 00:03

O Banco Mundial aprovou ontem um novo plano estratégico de apoio a Timor-Leste, vincando que "transformar a sua riqueza natural em melhor capital humano e infraestruturas sustentáveis são dois dos principais aspetos" do documento.


A nova estratégia de cinco anos apresenta um caminho para o país alcançar o estatuto de país de médio rendimento e erradicar a pobreza extrema até 2030, lê-se no comunicado ontem divulgado em Washington.

"O Banco Mundial vai focar-se no fortalecimento do setor privado, que deverá alavancar o crescimento económico, particularmente na agricultura e no turismo, na melhoria da qualidade dos serviços públicos através da promoção de investimentos na educação, saúde, proteção social, água e saneamento, e aumentando a produtividade através da ligação das comunidades, especialmente os agricultores, através de investimentos no transporte e na infraestrutura digital", acrescenta o documento.

A estratégia será levada a cabo não só pelo Banco Mundial e pela Corporação Financeira Internacional - o braço do BM para o setor privado -, mas também pela Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA), que oferece seguros de risco político e garantias de crédito vantajosas.

De acordo com o diretor do Banco Mundial para a Indonésia e Timor-Leste, "o setor privado é vital para diversificar a economia do país e expandir o acesso das pessoas aos serviços e garantir a construção das tão necessárias infraestruturas".

As principais áreas para aumentar a participação do setor privado incluem o agronegócio e o turismo, que vão sustentar a diversificação económica e ajudar a criar os empregos de que as pessoas precisam para cumprir o seu potencial", disse Roland Pryce.

Lusa

 


Comentários

Critério de publicação de comentários