Página gerada às 21:27h, quinta-feira 23 de Janeiro

Governo investiga áudio tornado público de discussão entre dois vice-ministros

09 de Dezembro de 2019, 23:59

O Governo está a investigar as circunstâncias de um áudio, tornado público, de uma conversa interna que mostra a tensão entre os dois vice-ministros da Saúde, considerando que a divulgação viola a ética dos funcionários públicos.


“O Governo está a acompanhar o assunto e lamenta a situação”, disse hoje no parlamento o secretário de Estado da Comunicação Social, Merício Akara, em resposta a perguntas de deputados sobre o assunto.

“Está a ser feita uma investigação sobre o caso. Foi um encontro interno, para consumo interno, mas depois foi divulgado para as redes sociais e acabou divulgado pelos media. Mas foi uma discussão interna, off-record”, considerou.

O secretário de Estado referia-se a um áudio divulgado nas redes sociais de uma discussão entre a vice-ministra para os Cuidados de Saúde Primários, Élia Amaral – que chegou a assumir as funções interinas de ministra – e o vice-ministro para o Desenvolvimento Estratégico da Saúde, Bonifácio Maukoli dos Reis, que é atualmente ministro interino na pasta.

Merício Akara disse que o Governo quer apurar se algum funcionário atuou “negativamente para desacreditar uma instituição superior” e, caso se venha a provar o autor da divulgação, “será alvo de sanção disciplinar”.

“A ética profissional obriga a que não se publique uma conversa interna”, disse, referindo-se à necessidade de pedir autorização antes de gravar qualquer conversa e aos desafios que a nova tecnologia coloca.

O áudio em causa, que se tornou viral nas redes sociais na semana passada, posteriormente, foi alvo de cobertura nos órgãos de comunicação social timorenses, é de um encontro cuja data não foi precisada e que decorreu no Ministério da Saúde.

Nesse encontro os dois vice-ministros discutem competências depois de um anular as instruções dadas pelo outro a um diretor-geral.

O áudio tem estado a suscitar duras críticas de ex-titulares da Saúde e na sociedade em geral.

Não é a primeira vez que um registo de um encontro interno acaba nas redes sociais, com um polémico vídeo sobre uma discussão relativa a um processo de concursos públicas no Ministério da Agricultura a ser divulgado em outubro.

Lusa

 


Comentários

Critério de publicação de comentários