Página gerada às 17:31h, quarta-feira 01 de Abril

Covid-19: Embaixada portuguesa em Díli em contacto com projetos de cooperação

24 de Março de 2020, 02:53

A Embaixada de Portugal em Díli está em contacto permanente com os responsáveis de todos os projetos de cooperação bilateral em curso em Timor-Leste, no âmbito das medidas relacionadas com a covid-19, disse ontem fonte do posto diplomático.


A fonte explicou que foi feita uma reunião inicial com os coordenadores de todos os projetos, que abrangem áreas como educação, agricultura, cultura, literacia e supervisão financeira.

“Todos os projetos estão a ser acompanhados diariamente, através dos coordenadores, para avaliar a situação”, referiu a fonte.

Em causa estão os projetos Pró-Português, de apoio a formação de docentes, o FOCO, que está centrado no apoio na Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL), o Consultório de Jornalistas, a Quinta Portugal, o projeto Pró-Cultura e o programa PFMO, de literacia e supervisão financeira.

Responsáveis da embaixada estiveram já reunidos com todos esses projetos, bem como com os coordenadores do projeto de Centros de Aprendizagem e Formação Escolar (CAFE) – que integra 140 docentes portugueses – e a Escola Portuguesa de Díli.

Lina Vicente, coordenadora do projeto dos CAFE disse hoje à Lusa que quase todos os professores destacados em Timor-Leste ao abrigo desse programa luso-timorense pediram para serem repatriados para Portugal, devido à pandemia da covid-19.

Fonte da Embaixada de Portugal em Díli disse à Lusa que além dos professores, outros portugueses em Timor-Leste, cujo número não foi precisado, também solicitaram o repatriamento.

O diretor da Escola Portuguesa de Díli, Acácio de Brito, disse à Lusa que “pelo menos dois professores” transmitiram a vontade de ser repatriados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 324 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 14.300 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Até ao momento há um caso registado da covid-19 em Timor-Leste.

Lusa


Comentários

Critério de publicação de comentários