Página gerada às 18:59h, segunda-feira 22 de Julho

Crise portuguesa causa "preocupações profundas" - vice primeiro ministro

25 de Março de 2011, 18:46

Díli, 25 mar (Lusa) -- O vice-primeiro-ministro de Timor-Leste, José Luís Guterres, disse hoje que a crise portuguesa "traz preocupações profundas, não só aos portugueses, mas também aos países da CPLP".

Em declarações à Lusa, Guterres lamentou a crise política e económica em que Portugal está mergulhado, mas manifestou confiança de que o povo português e os partidos políticos encontrem "a melhor solução possível" para a ultrapassar.

"Numa situação de crise como esta, evidentemente que a demissão de um governo traz sempre preocupações profundas, não só para os portugueses mas também para países como Timor-Leste, que têm com Portugal relações históricas fraternais", disse o vice-primeiro-ministro.

"O que fazemos neste momento é expressar a nossa solidariedade para com o povo português e com todos os partidos políticos portugueses, para encontrarem a melhor solução possível para ultrapassar a crise", acrescentou.

José Luís Guterres afirmou ter recebido a notícia do pedido de demissão de José Sócrates "com tristeza", mas compreende também que "o primeiro-ministro resolveu fazer o que entendeu melhor, quando em democracia não se tem condições para governar, através do Parlamento".

"Devo também dizer que o Governo do primeiro-ministro José Sócrates fez o melhor para estreitar as relações de cooperação com Timor-Leste. Recebemos várias vezes o secretário de Estado da Cooperação, temo-nos encontrado várias vezes com o ministro dos Negócios Estrangeiros, houve visitas do nosso Presidente, do primeiro ministro e de vários membros do Governo timorense a Portugal, e a cooperação tem sido excelente", sublinhou.


Comentários

Critério de publicação de comentários