Página gerada às 03:14h, terça-feira 12 de Dezembro

Novo embaixador de Timor-Leste em Brasília quer reforço da cooperação bilateral

24 de Junho de 2014, 19:55

Díli, 24 jun (Lusa) - O novo embaixador de Timor-Leste em Brasília, Gregório de Sousa, afirmou hoje à agência Lusa que vai tentar fortalecer as áreas de cooperação entre ambos os países, que estão essencialmente focadas na educação.

"Vou tentar fortalecer as áreas de cooperação que existem entre ambos os países e tentar encontrar novas áreas a nível bilateral", afirmou Gregório de Sousa, que foi nomeado novo embaixador de Timor-Leste no Brasil no passado 13 de maio.

Segundo o embaixador, que viaja quarta-feira para Brasília, a área mais visível da cooperação entre os dois países é a educação, mas precisa de ser fortalecida.

"Atualmente estudam no Brasil cerca de 140 jovens timorenses espalhados por vários estados e também temos professores (brasileiros) que aqui estão para lecionar na Universidade Nacional de Timor-Leste", disse.

Questionado sobre em que outras áreas os dois países poderiam cooperar, o embaixador salientou a agricultura e os recursos minerais.

"Mas isso é só quando estiver no terreno e me debruçar sobre esse assunto", ressalvou.

Licenciado em Relações Internacionais e Diplomacia, Gregório de Sousa, de 58 anos, viveu quase 30 anos entre Angola, Portugal e Moçambique, onde esteve quase 20 anos.

Regressou a Timor-Leste em 2000 para integrar o Gabinete para Assuntos Económicos, na altura liderado por Mari Alkatiri.

Após as eleições de 2001, ganhas pela Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), foi nomeado secretário de Estado do Conselho de Ministros.

Em 2007, após a vitória de José Ramos-Horta nas eleições presidenciais, assumiu funções de chefe de gabinete e chefe da casa civil do gabinete do antigo Presidente timorense.

MSE // APN

Lusa/Fim


Comentários

Critério de publicação de comentários