Página gerada às 12:49h, terça-feira 17 de Outubro

Acionista chinês da TAP compra aeroporto alemão de Frankfurt-Hahn

10 de Agosto de 2017, 13:27

Pequim, 10 ago (Lusa) - Uma subsidiária do grupo chinês HNA, acionista da TAP através do consórcio Atlantic Gateway e da companhia brasileira Azul, comprou o aeroporto alemão de Frankfurt-Hahn, infraestrutura deficitária usada pela companhia de baixo custo Ryanair.

O governo do estado Renânia-Palatinado (sudoeste da Alemanha) anunciou na quarta-feira a conclusão do negócio, avaliado em 15,1 milhões de euros.

O aeroporto de Hahn, um antigo aeroporto militar norte-americano, que em 1993 começou a ser usado para fins civis, apresenta há vários anos resultados negativos, devido à queda do volume de transporte de carga, apesar do aumento do número de passageiros.

A Comissão Europeia aprovou a venda da participação de 82,5% do aeroporto, detida pelo governo da Renânia-Palatinado, à HNA Airport. O vizinho estado de Hesse, que mantém os restantes 17,5%, não encontrou ainda comprador.

Frankfurt Hahn fica a cem quilómetros do aeroporto internacional de Frankfurt, o maior aeroporto da Alemanha e da Europa ocidental.

Nos últimos três anos, o grupo HNA investiu mais de 40.000 milhões de dólares em aquisições e investimentos além-fronteiras, convertendo-se num dos maiores investidores internacionais da China.

O grupo tem ainda importantes participações em firmas como Hilton Hotels, Swissport ou Deutsche Bank.

No mês passado, adquiriu a maioria do operador do aeroporto internacional do Rio de Janeiro.

A empresa detém indirectamente cerca de 20% do capital da TAP, através de uma participação de 13% na Azul (companhia do brasileiro David Neelman que integra a Atlantic Gateway) e uma participação de 7% na Atlantic Gateway.

Uma das suas subsidiárias, a Capital Airlines, inaugurou no mês passado o primeiro voo direto entre a China e Portugal.

JOYP // EJ

Lusa/Fim


Comentários

Critério de publicação de comentários