Página gerada às 03:17h, quarta-feira 19 de Julho

Problemas de saúde obrigam Michel Temer a adiar 'sine die' viagem oficial ao Sudeste Asiático

15 de Dezembro de 2017, 05:05

São Paulo, Brasil, 14 dez (Lusa) - O Presidente do Brasil, Michel Temer, adiou hoje 'sine die' uma série de visitas oficiais que faria a quatro países do Sudeste Asiático, entre os quais Timor-Leste, em janeiro para recuperar de problemas de saúde.

"A viagem do Presidente da República, Michel Temer, ao Sudeste Asiático, prevista anteriormente para o período de 05 a 13 de janeiro de 2018, foi adiada. Novas datas estão sendo negociadas pelo Itamaraty", afirmou a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República em nota de imprensa.

O cancelamento aconteceu um dia depois de Michel Temer, de 77 anos, ser operado após ter apresentado distúrbios urológicos.

Em outubro ele já havia realizado uma intervenção para tratar um problema de próstata. No final de novembro realizou uma angioplastia para desobstruir três artérias coronárias.

Apesar da última cirurgia ter sido simples, os médicos recomendaram que Michel Temer evitasse fazer viagens longas nas próximas semanas para permitir uma recuperação completa.

Nesta viagem ao Sudeste Asiático o chefe de Estado brasileiro iria visitar, além de Timor-Leste, ainda o Vietname, Singapura e a Indonésia.

CYR // EL

Lusa/Fim


Comentários

Critério de publicação de comentários