Página gerada às 23:59h, segunda-feira 22 de Abril

João Sousa demonstra como o "trabalho duro compensa"

22 de Janeiro de 2019, 19:36

Melbourne, Austrália, 22 jan (Lusa) -- João Sousa assumiu hoje sentir-se recompensado pelo "trabalho duro" efetuado, depois de se ter tornado o primeiro tenista português a apurar-se para as meias-finais de um torneio do Grand Slam, na categoria de pares do Open da Austrália.

"Jogar os quartos de final de um Grand Slam é um grande prazer, especialmente num 'court' como este [Margaret Court Arena]. Jogámos um grande encontro e estamos muito contentes por passar às meias-finais. Servimos muito bem, respondemos bem e estamos muito contentes com o nível jogado durante toda a semana", destacou o vimaranense, de 29 anos, após a vitória por 6-4 e 7-6 (8-6), em cerca de uma hora e 30 minutos.

Depois de eliminar o neozelandês Michael Venus e o sul-africano Raven Klaasen, sextos cabeças de série e finalistas de Wimbledon em 2018, João Sousa, que fez dupla com o argentino Leonardo Mayer, revelou sentir que "o trabalho duro compensa".

Apurados para as meias-finais, Sousa e Mayer vão agora discutir a passagem à final com os vencedores do encontro entre os pares Jamie Murray/Bruno Soares, terceiros cabeças de série, e Henri Kontinen/John Peers.

SRYS // RPC

Lusa/fim


Comentários

Critério de publicação de comentários