Página gerada às 20:25h, terça-feira 18 de Junho

PR e secretário executivo da CPLP "trocam impressões" sobre mobilidade e Guiné-Bissau

22 de Maio de 2019, 06:11

Lisboa, 21 de mai 2019 (Lusa) -- O secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Ribeiro Telles, disse hoje, após uma reunião com o Presidente da República português, que "trocaram impressões" sobre mobilidade, falaram da situação na Guiné-Bissau e da reunião na Guiné Equatorial.

"Foram abordadas as questões que fazem parte da agenda da CPLP. A questão da mobilidade, com uma troca de impressões sobre isso, e depois sobre a próxima assembleia parlamentar da CPLP, que vai ter lugar em Luanda em julho", afirmou o secretário executivo da organização, o embaixador Francisco Ribeiro Telles, em declarações à Lusa por telefone, após a audiência no Palácio de Belém, em Lisboa.

Segundo Ribeiro Telles, no encontro também foi abordada a situação de impasse político na Guiné-Bissau.

"Abordámos a situação na Guiné-Bissau e falámos também da reunião que terá lugar, em junho, na Guiné Equatorial, bem como sobre o adiamento da anterior", referiu o diplomata.

A Guiné-Bissau está a viver um novo impasse político, dois meses depois de realizadas as eleições legislativas de 10 de março, o que tem condicionado a nomeação do futuro primeiro-ministro e a formação de um novo Governo.

O Governo da Guiné Equatorial adiou a visita de uma missão técnica da CPLP a Malabo, no próprio dia em que diplomatas e peritos de vários Estados-membros se preparavam para a viagem àquele país, a realizar entre 08 e 10 de maio.

Ribeiro Telles adiantou que no encontro com Marcelo Rebelo de Sousa também se abordou o "crescente interesse" de vários países em se tornarem observadores associados da CPLP.

"Neste momento decorrem candidaturas e há quatro ou cinco países que já se candidataram" a observadores associados, revelou, escusando-se a especificar.

A presidência de Cabo Verde da CPLP e as suas prioridades, entre as quais a mobilidade, e a reunião da comissão técnica que vai ter lugar em Lisboa, no final de maio, sobre o tema, bem como a futura presidência angolana da CPLP foram outros dos assuntos conversados entre Marcelo Rebelo de Sousa e Francisco Ribeiro Telles.

A reunião de hoje surge na sequência de outras que o secretário executivo da CPLP teve com chefes de Estado de países-membros da organização.

A primeira foi com o Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, por ser o país que tem atualmente a presidência rotativa da organização, e a segunda com o Presidente de Angola, João Lourenço, por ser o país que vai ter a próxima presidência da CPLP, explicou Ribeiro Telles.

"Esta foi a minha primeira reunião com o Presidente da República português. Foi uma visita de cortesia", afirmou o diplomata, adiantando que entre 18 e 21 de junho irá encontrar-se com o Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, em Maputo.

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

ATR // SR

Lusa/Fim


Comentários

Critério de publicação de comentários