Página gerada às 01:42h, domingo 23 de Setembro

Fotógrafo luso-brasileiro apresenta em Macau retrato da comunidade chinesa em Lisboa

21 de Agosto de 2019, 18:12

Macau, China, 21 ago 2019 (Lusa) - O fotógrafo luso-brasileiro Bruno Saavedra apresenta, de 02 a 11 de setembro, na Fundação Rui Cunha, em Macau, 19 trabalhos sobre a comunidade chinesa do bairro lisboeta do Intendente.

"O processo fotográfico durou cerca de quatro meses e só foi finalizado nas comemorações do ano novo lunar do galo, de 2017", indicou o autor da exposição "Made in China", em comunicado enviado à agência Lusa.

"Não estamos na China ou em qualquer outro país da Ásia. Estamos em Lisboa, mais precisamente no bairro do Intendente", disse o fotógrafo, que explicou ter procurado "detalhes e imagens" de histórias dos membros daquela comunidade "e o modo como vivem nas freguesias mais cosmopolitas" da capital portuguesa.

Nestes trabalhos, Bruno Saavedra procura apresentar "uma visão diferente e subtil da comunidade chinesa", para a qual visitou casas, restaurantes, centros de estética, cabeleireiros, centros de massagens, escolas, lojas, supermercados, templos, igrejas e até médicos, ao longo de três meses.

Esta é a primeira exposição individual do fotógrafo em Macau, onde viveu e trabalhou entre 2011 e 2014.

Quando voltar para Portugal, ainda em setembro, Bruno Saavedra vai levar "Made in China" ao espaço Sobral dos Zagallos, em Almada. Esta mostra esteve já patente na Casa Independente, em Lisboa, em 2017.

O fotógrafo nasceu em 1987, em Itamaraju-Bahia, no Brasil, e reside em Portugal desde 2004, tendo exposto desde 2015 em várias galerias e espaços culturais em Portugal.

Em 2018, no âmbito do festival Lusomia, expôs o projeto "Flavors" em Sydney, na Austrália.

EJ //

Lusa/Fim


Comentários

Critério de publicação de comentários