Página gerada às 15:10h, domingo 09 de Agosto

Timor-Leste vai aumentar postos de policiamento na fronteira -- vice-ministro Interior

02 de Agosto de 2020, 20:31

Díli, 02 ago 2020 (Lusa) -- As autoridades timorenses querem reforçar o controlo na fronteira terrestre com a Indonésia e deverão aumentar o número de postos de policiamento fronteiriço, disse à Lusa o vice-ministro do Interior.

"Trata-se de medidas para reforçar o policiamento e o controlo nas fronteiras como medida de prevenção da covid-19", referiu Antonio Armindo, vice-ministro do Interior, que esteve este fim de semana a visitar a região da fronteira com a metade indonésia da ilha.

Nos últimos meses as autoridades têm detetado a entrada ilegal de cidadãos quer timorenses quer estrangeiros no país, com os cidadãos timorenses identificados a serem canalizados para locais de quarentena do Governo e os estrangeiros a serem deportados.

"Apesar das medidas, o reforço do controlo e do policiamento é necessário", referiu.

Antonio Armindo explicou que ao longo da fronteira, entre a costa norte e a costa sul, deverão ser criados "três ou quatro novos postos".

Acompanhado do comandante da Unidade de Patrulhamento da Fronteira (UPF), o superintendente João Sancho Pires, o vice-ministro inteirou-se das condições dos efetivos que estão destacados naquela zona do país.

O membro do Governo sublinhou a importância da colaboração entre os efetivos policiais e as comunidades locais.

Oficialmente, a fronteira terrestre entre a Indonésia e Timor-Leste abre apenas duas horas por semana, às quartas-feiras, com um número crescente de pessoas a utilizar esse período para entrar no país.

 

ASP // EA

Lusa/Fim


Comentários

Critério de publicação de comentários